Wednesday, June 27, 2007

Pão Preto do Outback


Confesso que tinha uma boa dose de preconceito contra máquinas de fazer pão... Primeiro porque não acreditava que desse certo mesmo (:o). Como poderia sovar uma massa? Depois porque pensava: "Quem é que come pão tanto assim pra ter uma máquina? Muito mais fácil ir na padaria!!!"

Porém, após ganhar uma de presente, cada dia descubro mais uma grande utilidade e não quero nem pensar em ficar sem! Além dos mais variados pães, ela bate bolos, faz geléia e mistura qualquer massa pra você evitando muita sujeira e canseira.... Eu sempre gostei muito de fazer pão mas sová-los exige uma preparo físico de academia, meninas! Não tenho muito braço pra isso... Ultimamente usei para bater um bolo de chocolate (joguei tudo lá dentro e ela foi misturando enquanto eu guardava as compras do supermercado); para o jantar mexicano que fiz para amigos, como tinha comprimisso a tarde, deixei os ingredientes das tortillas na máquina e programei para misturar pouco antes do jantar. Assim, só tive o trabalho de abri-las e dourá-las na hora. Ficaram deliciosas!

Algumas já devem estar se perguntando se eu já a usei para o seu fim maior: pão! Sim, e a prova é este pão preto estilo Outback delicioso. Fica levemente adocicado, muito próximo ao que é servido no restaurante pelo qual se popularizou. A receita a seguir:

Massa:
1 1/2 xíc. água morna
2 colher de sopa de manteiga amolecida
1/2 xíc. mel
2 xíc. farinha de trigo
1 2/3 xíc. farinha de trigo integral
1 colher de sopa cacau em pó
1 colher de sopa açúcar cristal
2 colheres de chá de café instantâneo
1 colher de chá de sal
2 1/4 colher de chá de fermento para pão instantâneo
Fubá para polvilhar a superfície

Corantes (opcionais) – não usei:
1/4 xíc. água
75 gotas de corante alimentício vermelho
45 gotas de corante alimentício azul
30 gotas de corante alimentício amarelo

Na máquina de fazer pão, simplesmente adicione todos os ingredientes na ordem acima e acione o ciclo “Dough” ou “Amassar”.

Manualmente:
Misture as farinhas, o cacao, o açúcar, o café e sal numa tigela grande.
Faça uma depressão no centro e coloque a água morna, acrescente a manteiga, o mel e o fermento.
Misture os corantes (se for usá-los) e adicione-os também.
Misture tudo com uma colher até incorporar os líquidos aos secos.
Quando achar que já pode manusear a massa, trabalhe-a pelo menos 10 minutos até que esteja bem macia e uniforme em cor. Deixe a massa crescer por 1 hora numa tigela.

Quando dobrar de tamanho, divida em 2 pães (ou até 8 pequenos, se desejar) e molde-os em formato tubular. Polvilhe a superfície dos pães com fubá e coloque-os sobre uma fôrma ou duas, se necessário. Cubra-as com filme plástico e deixe-os crescer por mais uma hora em um lugar aquecido.

Pré-aqueça o forno a 200C. Descubra as assadeiras e asse por 20-25 minutos até que estejam dourados.

***** Sirva com manteiga batida, como a do restaurante. Basta bater com um mixer ou processador sua manteiga preferida com uma colher de sopa de creme de leite, se desejar, ou pura mesmo.

20 comments:

Cláudia A. said...

Que bom ter essa receita. Meu filho ama esse pão.

Eliana Scaramal said...

Que lindo ficou o pão! Eu também gosto muito da máquina de pão. :)

fezoca said...

Camila, seu pao ficou lindo! Eu nunca usei minha maquina pra fazer bolo. Mas usava muito pra fazer massa de pizza. Essa maquininha eh muito versatil, hein? ;-) beijaoo,

Agdah said...

E você usou a máquina para assar o bolo também? Fica ótimo, mas às vezes dá trabalho para sair da forma.

Cinara said...

Camila, eu já fiz esse pão australiano na minha máquina várias vezes, mas minha receita é um pouco diferente da sua. Ultimamente tenho evitado fazer, porque ele não é nada diet! ;o) E estou esperando ansiosamente por sua receita de tortillas para máquina de pão!!! Bjs!

Camila L said...

Cláudia: pode fazer que o sabor é mto próximo. Como vc pode observar, a cor do meu é mais suave q o do restaurante, mas isso pq não usei os corantes. Se tiver corante caramelo (mot difícil de encontrar), pode substituir todos os demais.

Eli: pra nós q cozinhamos sempre, é uma baita mão na roda mesmo ;-)

Fer: eu agora uso pra tudo, com exceção de massas como para torta de maçã q precisam preservar micro pedacinhos de manteiga. Se o bolo não exigir clara em neve, joga lá dentro!

Assar eu nunca assei bolo na máquina, Agdah... talvez por causa do formato da minha máquina q resultará num bolo massudo pq é meio estreita. Mas andei observando uns outros modelos e talvez eles funcionem.. aí seria o paraíso! :o

Cinara! Fui dar uma olhada na sua receita, não tinha visto ainda! Quero testar tb pq seu pão ficou mto bonito!
Estou pra publicar a receita das tortilhas, mas é q a foto q tirei da última vez q fiz não ficou lá essas coisas...tava com mta pressa de comer! Mas como não tenho previsão de fazer novamente tão cedo, acho q vai com ela mesmo :s

Cris said...

Gente este pão da Camila é bom demais!!! Acho que vou fugir mais do trabalho para tomar café com você, aliás estou combinando um café semanal ou quinzenal com a Rá, topa? Bjs!

Diego said...

Sou fascinado pelo pão do Outback. Me empolguei que estou até pensando em comprar uma máquina dessas.
Tem vezes que vou lá e como tanto o pãozinho que quase perco a fome. Hehe.
Bjos
Diego

Eliana Scaramal said...

Camila querida fiz a sua receita de grão de bico, queria sua autorização pra postar lá no blog?! Olha já te falo que é maravilhoso o prato!! :)

Camila L said...

Cris, claro que topo uma café da manhã! Quer coisa melhor que bater papo com as amigas com um bom café e algumas guloseimas ;-)

Diego, vale a pena ter uma máquina dessas. Eu era um tanto cética e mudei totalmente de opinião! Obrigada pela visita!

Eli, precisa perguntar essas coisas? Claro que pode, será uma honra! Boa seman!

Verena said...

Camila, esse pão é mesmo uma loucura, eu vi essa receita no blog da Cinara (http://www.cinarasplace.blogspot.com/) e logo fiz também. Já repeti várias vezes, também na máquina de pão. O meu ficou assim http://mangiachetefabene.wordpress.com/2007/04/09/panis-angelicum/

Um beijo.

Dani Toré said...

Adoro esse pão, mas nunca tinha conseguido a receita.
Vou colocar o seu blog nos meus favoritos pq adorei as receitas!
Parabéns!!!
Bjss

Cláudia said...

Camila, este pão deveria sair no Kitchen Fashion Week! (brincadeirinha!). Também já fiz, várias vezes, o pão da Cinara inteirinho na máquina de pão porque eu sou louca por ela ( a máquina ehehe). Tem postado no meu blog. Da próxima vez vou experimentar a sua receita.
bjs.

Cris said...

Camila:

Eu também tinha preconceito com essa máquina...até o dia que comprei-a! Agora, ela é presença constante lá na cozinha!!!

Bjs,

Cris

Patricia said...

ADOREI !!!
Fica igualzinho !!! Tentei colocar um pouco mais de melado, mas aí o gosto fica muito forte e acaba mascarando o gostinho do pãozinho...
Dá certinho na máquina, fiz meia receita e inclusive assei ali, fica ótimo, não muito grande...adorei a receita !!
Beijos
Patrícia

Anonymous said...

Adorei a receita e gostaria de fazer em casa, mas assar na própria máquina... qual o ciclo indicado?

Obrigada.

Anonymous said...

Olá Gostaria de saber se este tipo de pão pode ser congelado e qual o processo (massa crua ou já assada).

Isis

Isis said...

Olá Gostaria de saber se este tipo de pão pode ser congelado e qual o processo (massa crua ou já assada).

Isis

(isispontes79@gmail.com)

Isis said...

Snif... snif... estou arrasada! O meu pão não deu certo, sem falar da minha caponata.... Estou arrasada!!!!!

c h u c k y [ w i l l i a n ] said...

Esse pão é muito bom...

Vou comprar uma máquina de pão também...

Parabéns pelo blog !

Willian